De que está à procura ?

Lifestyle

The Guardian: tinto e branco português são “igualmente atraentes”

© DR

O artigo lançado esta sexta-feira no The Guardian chama-se “Porque é o vinho português difícil de bater”. A autora, Fiona Beckett, destacou a individualidade da cultura portuguesa e a variedade das nossas uvas.

O artigo atribui igual importância aos tintos e aos brancos, que são “igualmente atraentes”. Aconselhou os apreciadores que não conhecem o vinho português a começarem por “Alvarinho” ou, se se for apreciador de vinho verde, o Cascata 2020.

A autora apontou os vinhos do Dão e do Douro como os mais “ricos e texturados”. Deu ainda a sua experiência pessoal como exemplo, tendo bebido um Somontes branco com carne de porco grelhada, podendo também ser servido com bacalhau.

O destaque continua para a qualidade/preço, segundo o jornal inglês. Admite também que os vinhos alentejanos são mais “flexíveis e italianos”.

Por fim, assumiu que a sua prova de vinhos portugueses dificultou-lhe a escolha de “apenas cinco”.

#portugalpositivo

TÓPICOS