De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Mundo

Morna de Cabo Verde quase Património da Humanidade

A morna de Cabo Verde deu mais um passo no processo de inscrição no Património Imaterial da Humanidade da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco.

Nesta quinta-feira, o Comité de Avaliação do Património Cultural aceitou a inscrição do género musical, mas a decisão final será ratificada, em dezembro, pela Unesco, durante reunião na Colômbia.

Sandra Mascarenhas, diretora do Património do Instituto do Património Cultural, explicou o impacto da decisão para o povo em Cabo Verde e nas diásporas cabo-verdianas pelo mundo.

“A inscrição da morna na lista representativa da Unesco representa para os cabo-verdianos o reconhecimento daquela que consideram ser a sua música maior, um reconhecimento identitário por excelência. À semelhança do que aconteceu com o fado, eleva a morna a uma categoria que transcende o próprio país. Para a diáspora, que sempre se vê e se revê na morna, será um reconhecimento daquilo que os identifica como cabo-verdianos. É a autoestima de toda uma nação que é elevada.”

Tradicionalmente, a morna é tocada com instrumentos acústicos, sobretudo violão, e conta temas como amor à terra, partida para o estrangeiro e saudade.