De que está à procura ?

Lifestyle

A arte portuguesa ao serviço da Ucrânia

Team of business people stacking hands © DR

Entre 29 e 30 de abril decorrerá o evento solidário “Árvore da Paz”, organizado pela cooperativa Árvore, com a finalidade de ajudar os artistas ucranianos.

O evento iniciar-se-á às 21h00 do dia 29 de abril e terminará à mesma hora no dia seguinte. Serão 24 horas que contarão com vários artistas, escritores, intelectuais e todos os cidadãos que se pretendam associar à causa solidária.

A iniciativa irá decorrer na sede da cooperativa Árvore e incluirá intervenções musicais, poesia, apontamentos de teatro e tertúlias, tudo performances acompanhadas por artistas plásticos que se dedicarão à criação de obras para serem leiloadas no final do evento e cujas receitas reverterão para a União dos Artistas de Teatro da Ucrânia

A organização do evento é promovida pela Companhia de Teatro de Braga em conjunto com outras instituições ligadas às artes.

A cooperativa Árvore é sediada no Porto e reconhecida pelo Estado português como um organismo privado de utilidade pública. Foi fundada em 1963 por artistas, escritores, arquitetos e intelectuais interessados em criar novas condições para a produção e difusão cultural.

Tem como finalidade a produção, divulgação e comercialização de obras artísticas e editoriais e a formação e informação dos sócios e do público em geral na área das artes visuais, dos estudos de arte e em outras áreas da criação e do saber.

A cooperativa artística cresceu com uma atividade cultural plural e diversa, desde conferências, palestras, conversas, exposições em Portugal e no estrangeiro, simpósios, oficinas e cursos livres, concursos, prémios, livros, obra gráfica e edições de múltiplos, produção e instalação de obras de arte. Tem na sua história momentos marcantes preenchidos pela revelação de artistas e obras, pela divulgação da arquitetura, pelo debate sobre os pensadores portugueses, pela análise crítica à literatura, pelas homenagens realizadas, na colaboração com institutos nacionais e estrangeiros, com embaixadas, companhias de teatro, câmaras municipais e outros agentes.

TÓPICOS