De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Portugal

50 peregrinos representam Luxemburgo em Fátima

Uma representação de 50 peregrinos da arquidiocese do Luxemburgo efetua uma peregrinação ao Santuário de Fátima. Procuram agradecer a dádiva de espiritualidade que significou visita da Imagem Peregrina ao Grão-Ducado, durante o ano Centenário das Aparições. O apoio espiritual é da responsabilidade de dois sacerdotes, e duas consagradas, entre as quais a Ir. Maria Perpétua, serva de N. Sra. de Fátima, missionária junto das famílias emigrantes lusófonas no Luxemburgo.

Durante um mês a Imagem de Nossa Senhora peregrinou pelas paróquias, casas religiosas e mosteiros, prisão, lares e andou em procissões pelas ruas das cidades do país reavivando a fé em Cristo e a devoção a Maria, onde as comunidades migrantes (portuguesa, cabo-verdiana, guineense, italiana, entre outras) tiveram um papel muito ativo, quer na animação religiosa, quer na participação do programa estabelecido pela arquidiocese.

Momentos significativos que ficaram na memória dos cristãos luxemburgueses foram os eventos na Sé do Luxemburgo: a exposição do Coração Vermelho Independente da artista plástica Joana Vasconcelos, a inesquecível e única noite de Fados a Maria interpretados pela fadista Kátia Guerreiro e a Solene Missa de Encerramento da Visita com a Consagração da Igreja do Luxemburgo ao Coração Imaculado de Maria.

Com esta Peregrinação de uma semana a Fátima e a outros lugares da Ir. Lúcia (viagem co-organizada pela arquidiocese e paróquia de Wiltz : lugar onde se situa a colina com o pequeno monumento a Nossa Senhora de Fátima “op Baessent”, meta da peregrinação anual dos migrantes portugueses) conclui-se a bela celebração do Centenário das Aparições em terras do Luxemburgo.

Como sinal de continuidade desta forte vivência diocesana, compromisso com a actualidade da Mensagem de Fátima e reconhecimento do papel importante e insubstituível das comunidades cristãs lusófonas na vida da igreja, o arcebispo D. Jean-Claude Hollerich vai, em breve, anunciar, que, no calendário litúrgico da arquidiocese, o dia 20 de Fevereiro vai passar a ser “Memória” litúrgica obrigatória dos Santos Francisco e Jacinta Marto, e o dia 13 de Maio será elevado à categoria de Festa.