De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Colunistas

Saxofome aqui e ali

Saxofome aqui e ali em cinco continentes
Enquanto um tolo morre empanturrado de comida
Alguém escravo tornou-se rei de muita gente
Saxofome e uma geração indiferente e perdida.

Alguns magnatas tem maxilares como facas
Devorando os pobres e humildes da terra
Sanguessugas ambulantes clamam por sangue
O solo está encharcado de sangue e guerra .

Há uma geração sem amor que despreza os pais
Que ficam abandonados, tristes e sem alento
Ao serem marginalizados dão suspiros e ais
E imploram aos filhos sua porção de alimento .

Há filhos que desprezam seu pai e sua mãe
Comendo e bebendo para assim os esquecer
Uma geração vai e outra geração jovem vem
O amor da humanidade está arrefecer.

Saxofome crianças desnutridas imploram
Transformem vossas espadas em arados
Somos apenas crianças indefesas que choram
Aos vossos pés com fome e trespassados .

José Valgode

 

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.