De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Lifestyle

Portugal representado em feira têxtil na Alemanha

Portugal participa na Techtextil de Frankfurt com 31 empresas e está a “impor-se cada vez mais” na área dos têxteis técnicos, considerou Paulo Vaz, diretor-geral da associação que representa o setor.

O número de empresas portuguesas que participa na feira “mais importante à escala global” de têxteis técnicos ou de alta tecnicidade não tem parado de crescer nos últimos anos, representando este subsetor entre 1,5 a 1,7 mil milhões de euros de exportações.

“Todos os anos temos vindo a crescer de uma forma muito forte, não só no número de empresas, mas também em qualidade, a qualidade da sua presença e a representatividade, enquanto empresas inovadoras e que se destacam no conjunto daquelas que estão a expor, algo que não acontecia quando começámos a participar neste certame”, referiu o diretor-geral da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP) em declarações à agência Lusa.

Paulo Vaz acrescenta que o subsetor dos têxteis técnicos tem, nos últimos anos, crescido “mais depressa do que os mais convencionais”, isto é, do que o vestuário de tecido e de malha.

“Estes são normalmente têxteis desenvolvidos para outras aplicações que não o vestuário convencional, por exemplo, para as aras da saúde, automóvel, aviação, construção, […] Mas também se trata de vestuário que foi buscar aos desenvolvimentos tecnológicos formas de conseguir outras funcionalidades e outras capacidades”, explicou, dando o exemplo do desporto, que na última década assistiu a uma grande transformação.

“Registou uma evolução naquilo que é a performance do vestuário, basta ver o que é destinado ao ciclismo, natação, triatlo e até ao futebol para nos apercebermos dessa evolução. Esses têxteis têm um conjunto de funcionalidades dedicadas, por exemplo, à termorregulação, a transpiração dos atletas, a prevenir lesões quando fazem um esforço físico […]”, exemplificou o diretor-geral da ATP.

Espanha, França, Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos são os principais mercados de destino das exportações nacionais deste subsetor têxtil, notando-se um crescimento do interesse por parte do mercado chinês.

A Techtextil é uma feira “plataforma” que recebe compradores e empresas de todo o mundo, apesar da Alemanha, país onde decorre, ter destaque.

“Este mercado tem uma particular importância porque a Alemanha é precisamente um dos países onde podemos encontrar uma presença muito forte dos têxteis técnicos (…) A Alemanha tem uma fortíssima indústria automóvel e desenvolveram-se, na sua cadeia de valor, um conjunto de empresas muito importantes nesta área que acabaram por ser de referência à escala global”, referiu Paulo Vaz, sublinhando que 40% dos têxteis da Alemanha se inserem no subsetor da inovação e tecnicidade.

A iniciativa “Fashion From Portugal 4.0” levada a cabo pela ATP e Selectiva Moda vai ser apresentada durante a feira.

A 15ª edição da Techtextil começa na terça-feira, dia 14 de maio, e termina no dia 17. No segundo dia, as empresas portuguesas vão contar com a visita do secretário de Estado da Economia, João Correia das Neves, e do embaixador de Portugal na Alemanha, João Mira Gomes.