De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Colunistas

Para além da lógica

Dizem que de poeta e louco todos temos um pouco.
Para além das raias da lógica e boa sanidade,
Está o ranço das vinganças de outras épocas idas
A sede arraigada de vingança num mundo louco.

O paradoxo é quando a ciência avança
E inventa novas doenças, e auto se destrói
E ao mesmo tempo procura a longevidade,
Aperfeiçoando armas letais que matam tanta criança!

Paradoxo é dividir o mundo em primeiro segundo e terceiro!
Paradoxo é pensar que dói mais a dilaceração de meu filho
Do que dói a morte do filho do meu vizinho inimigo.

E me vejo no meio de uma teia que me desembaraço,
E noto mais “novas gazas” ali e em qualquer lado,
Quem trará o direito ao pobre e ao injustiçado,
E esperneio o conformismo, a loucura para outro lado.

O homem mostra desprezo por si mesmo e pelo seu Criador
Criando um “deus ventre” á sua semelhança, venerando ídolos,
E inventa um cínico sorriso, a eternidade e o amor,
Quando ao mesmo tempo manufatura a desgraça e a dor.

As raias da sanidade estão neste mundo cão que nos rodeia,
Com fanatismo no futebol, da política e mesmo na religião,
Este mundo carrega duas bandeiras, a sua e a alheia !

Paradoxo é beber veneno e esperar que o outro morra!
O homem devia ser mulher para ter um parto com brilho,
O homem devia ser mãe para sentir a morte de um filho.
Paradoxo é a mãe que lamenta seu filho, e apedreja os filhos da vizinha!
O filho que mata outro filho que faz chorar a outra mãe!
Dizemos que nos amamos, mas somos suicidas sem coragem!
A vida já é tão curta e ainda assim a vamos abreviando!
Tudo isto ultrapassa a lógica e é um absurdo!

José Valgode