De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Mundo

Pandemia pode trazer fome a 14 milhões de latinoamericanos

O Programa Mundial de Alimentos da ONU pede atenção urgente de governos e doadores para conter situação que afeta principalmente trabalhadores da economia informal; pandemia pode lançar 10 milhões de latino-americanos e caribenhos na pobreza.

A pandemia do novo coronavírus ameaça cerca de 14 milhões de pessoas na América Latina e no Caribe com insegurança alimentar aguda.

O alerta partiu do Programa Mundial de Alimentos, PMA. Segundo a agência da ONU, a Covid-19 pode afetar mais gravemente 10 milhões de cidadãos da região em 11 países incluindo as pequenas ilhas caribenhas.

Em comunicado, o diretor regional do PMA, Miguel Barreto, afirmou que ainda há tempo de evitar que o novo coronavírus se transforme numa pandemia de fome

No ano passado, 3,4 milhões de pessoas viviam com insegurança alimentar sem meios para atender necessidades básicas de comida.

A projeção do PMA baseia-se na comparação entre avaliações realizadas em 2019 dos indicadores econômicos após o surto de Covid-19 e os resultados de pesquisas remotas, preenchidas este ano, sobre os efeitos da pandemia na subsistência, acesso ao mercado e segurança alimentar.

A Comissão Económica para América Latina e Caribe, Cepal, espera uma contração da economia de 5,3% este ano. Uma previsão que afetará milhões de pessoas que já vivem em condições precárias e que precisam do trabalho para comer.