De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Colunistas

O que faria se não tivesse emprego?

A vida tem risco, mas muitas vezes as pessoas tendem a um perfeccionismo de um emparelhamento automático e sequencial: estudar-emprego, casar-filhos, reforma-netos.

Este perfeccionismo de um emparelhamento automático e sequencial é uma reacção que denota um desejo de manter o controlo.

Contudo, a vida tem risco, como se fosse um salto no desconhecido. No entanto, nós temos a liberdade de poder ter confiança, vendo o exemplo nas outras pessoas.

Seremos nós os primeiros a não seguir o tal emparelhamento automático e sequencial?

Certamente não. A história reporta inúmeros exemplos de que não somos. Seja a história universal ou a particular da nossa família.

Para viver bem, é realmente importante questionarmos-nos “O que faria se não tivesse emprego?”.

Estar despreocupado interiormente permite-nos viver melhor, não ter medo e experimentar.