De que está à procura ?

Desporto

Mourão garante primeira final nos mundiais de canoagem

© DR

O canoísta Norberto Mourão, na classe adaptada de VL2, garantiu esta quinta-feira a primeira final portuguesa nos mundiais do Canadá, enquanto Teresa Portela e Kevin Santos, igualmente segundos classificados, não conseguiram agarrar o lugar direto em K1 200.

O medalha de bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio2020 terminou a sua prova em 58,44 segundos, perdendo apenas para o campeão paralímpico no Japão, o brasileiro Fernando Rufino, por 3,19 segundos.

A final disputa-se sábado às 14h28 (hora de Lisboa).

Norberto Mourão é campeão da Europa em título e, em termos mundiais, tem um bronze em 2021 e prata em 2019, sendo que em 2020 não houve competição devido à pandemia de covid-19.

Em K1 200, a olímpica Teresa Portela cortou a meta em 41,82 segundos, escapando-lhe a entrada direta para a final, conseguida pela húngara Anna Lucz, medalha de bronze nos últimos mundiais, que a bateu por 1,01 segundos.

Kevin Santos concluiu a sua prova também no segundo lugar, a 43 centésimos do igualmente húngaro Kolos Csizmadia, quarto em Tóquio2020 e campeão do Mundo em título em K2 200 misto, e que foi o mais rápido, concluindo o seu desempenho em 35,80 segundos.

Na sexta-feira, dia de quase todas as semifinais, Teresa Portela e Kevin Santos têm de se classificar num dos três primeiros lugares.

Ainda hoje, Fernando Pimenta e Teresa Portela juntam-se pela primeira vez no K2 500 metros misto, não olímpico, em busca de um dos três ‘bilhetes’ para a final de domingo.

Já em K2 500 metros, João Ribeiro e Messias Baptista, que conquistaram um ouro e um bronze nas duas Taças do Mundo, não têm acesso a qualquer vaga direta para a regata das medalhas, pelo que terão de ir às ‘meias’ de sexta-feira.

#portugalpositivo

TÓPICOS