De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Desporto

Judocas portuguesas preparam-se para Jogos Olímpicos de Paris

O presidente da Federação Portuguesa de Judo (FPJ), Jorge Fernandes, afirmou que o European Judo Open Women, em Odivelas, servirá para que as atletas mais jovens comecem a preparar uma participação em Paris2024.

“Não estamos tão à espera de resultados, mas sim que a nossa equipa mais jovem comece a lutar por um lugar em Paris2024. Terão oportunidade de fazer mais combates e começarem a contactar com atletas de um outro nível”, disse, na conferência de imprensa de apresentação da prova, que decorrerá em 01 e 02 de fevereiro, no pavilhão Multiusos de Odivelas.

O líder da federação explicou a ausência de judocas como Telma Monteiro e Bárbara Timo (presente na apresentação como madrinha da prova) da competição em Odivelas.

“As principais atletas não podem estar. Umas vão competir este fim de semana em Israel e estão em estágio. Daqui a pouco mais de uma semana, estarão em Paris, no Grand Slam. Para se apurarem [para Tóquio2020], essas provas dão mais pontos que esta. No entanto, vão estar aqui as atletas que, em 2024, estarão certamente a competir por um lugar em Paris”, frisou.

A judoca do Sporting Wilsa Gomes, medalha de bronze no campeonato da Europa de sub-23 em -57kg, marcou presença na apresentação da prova, que preparou durante o último mês, prometendo “dar o melhor para chegar ao lugar mais alto do pódio”.

“A preparação tem sido boa, fiz um estágio agora muito forte para preparar esta prova. Sinto que esta prova pode correr bem. É só estar focada e dar o meu melhor, dar um bom espetáculo ao judo português e aos espetadores que podem assistir ao vivo”, perspetivou.

Wilsa Gomes aponta o foco olímpico para Paris2024 e, para o conseguir, tem “de começar a trabalhar agora”.

“O meu maior foco é Paris2024, mas, para que isso aconteça, tenho de ter outros focos, outras provas internacionais como Grand Slam e Grand Prix, para conseguir estar bem no ‘ranking’ mundial e no ‘ranking’ olímpico”, explicou.

A vice-campeã mundial de judo em -70kg, Bárbara Timo, não vai competir nesta prova, mas prometeu estar nas bancadas a apoiar as compatriotas, prevendo “combates equilibrados, com atletas estrangeiras muito fortes”, mas avisou que o fator casa pode provocar “coisas incríveis”.

“Quando temos um torneio em casa, sempre coisas incríveis acontecem, seja pela família a assistir, seja pelo apoio do público. Acho que as pessoas vão além e é isso que espero que aconteça”, sublinhou.

O European Judo Open Women realiza-se em 01 e 02 de fevereiro, no pavilhão Multiusos de Odivelas, com 160 judocas de 26 países em competição do calendário da Federação Internacional de Judo, pontuável para o ‘ranking’ olímpico.