De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Comunidades

Instituto Camões inaugura nova cátedra em França

O Instituto Camões assinou esta quarta-feira com a Sorbonne um protocolo para a criação da cátedra Paul Teyssier, professor que criou o Departamento de Português nesta universidade, e será estabelecida mais uma cátedra em França até ao final do ano.

“As cátedras servem para homenagear as figuras que promovem a língua portuguesa em França, mas também para promover a própria língua. Já temos seis em França e vamos ter mais uma até ao final do ano”, revelou João Ribeiro de Almeida, em declarações à Agência Lusa.

O presidente do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua não revelou por enquanto qual será a sétima cátedra, nem com que universidade se vai realizar o protocolo, garantindo apenas que o acordo será estabelecido até ao final de 2021.

A assinatura do protocolo da cátedra Paul Teyssier aconteceu esta tarde na embaixada de Portugal em Paris, na presença de João Manuel Mendes Ribeiro de Almeida, assim como de um representante do Ministério da Educação. O reitor da Faculdade de Letras da Sorbonne, Alain Tallon, também esteve presente.

O presidente do Instituto Camões lembra Paul Teyssier como “um linguista, tradutor, autor da primeira grande gramática portuguesa em francês e um professor muito acarinhado na Sorbonne”.

Paul Teyssier (1915-2002) foi o responsável pela criação do Departamento de Português na Sorbonne e investigador da língua portuguesa. Esta cátedra tem como propósito dinamizar equipas multidisciplinares e de redes colaborativas de investigação em torno de circuitos culturais, estudos históricos e pós-coloniais, assim como literatura, artes plásticas ou cinema.

Além desta nova cátedra, em França há ainda a cátedra Lindley Cintra em Nanterre, Solange Parvaux em Paris, Sophia de Melo Breyner em Nantes, Sá de Miranda em Clermont-Ferrand e Eduardo Lourenço em Aix-Marseille.

Na quinta-feira, as autoridades portuguesas vão reunir-se com as autoridades francesas para uma nova reunião da comissão de acompanhamento do acordo de Cooperação Educativa e Linguística assinado entre os dois países em 2017 e que entrou em vigor em 2019, sendo o regresso às aulas presenciais nos dois países um dos temas principais do encontro.

#portugalpositivo