De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Mundo

Há pelo menos 2.500 portugueses à espera de serem repatriados

O presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) indicou que já foram repatriados 27500 portugueses, desde que a covid-19 foi declarada pandemia, faltando 2500 que estão em 99 destinos.

“Quando foi declarada a pandemia tivemos a noção de que estariam em causa cerca de 30 mil passageiros que teriam que antecipar o seu regresso. Desde esse dia e até esta sexta-feira, já foram repatriados 27500 passageiros, ou seja, existem 2500 portugueses, que registaram a sua viagem por uma agência, que estão em 99 destinos diferentes e querem regressar”, avançou Pedro Costa Ferreira.

Segundo os dados disponibilizados por este responsável, Brasil, Cabo Verde, Angola, Espanha e Holanda, são os únicos destinos que têm mais de 100 passageiros, que reservaram a sua viagem através de uma agência, por repatriar.

Conforme notou Pedro Costa Ferreira, uma vez que, atualmente, não existem voos comerciais, já é “muito difícil” agir, sendo que a solução passaria por abrir corredores aéreos ou fazer concessões de “slots” (faixas horárias) em aeroportos fechados.

“Nós decidimos manter um diálogo muito estreito com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e estamos a enviar, a todo o momento, a informação que vamos obtendo”, sublinhou.

Para o presidente da APAVT, que vincou não atribuir culpas ao Governo, após repatriados 27.500 passageiros, “pode ter chegado a hora da [intervenção] política” e até de uma cooperação europeia.

Já sobre as declarações do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, que, esta semana, disse que as agências de viagens não devem “abandonar” os turistas e viajantes portugueses retidos nas Filipinas, Argentina, México e Marrocos, Pedro Costa Ferreira referiu que não é tempo “para olhar para o lado à procura de culpados”.

O responsável da APAVT assegurou que a associação “também não culpabilizou nem vai culpabilizar o ministério” pelos repatriamentos, sublinhando que, já ficou claro que os turistas que estão nas Filipinas não registaram as viagens através de uma agência.

“Temos todos que trabalhar em conjunto e de uma forma próxima e é isso que estamos a fazer com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, com êxito, e a verdade é que muitos já regressaram”, concluiu. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 250 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 10400 morreram.