De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Lifestyle

Descubra o “indiozinho que se apagava”

A Editora Coralina e o colunista do BOM DIA, Remisson Aniceto, apresentam uma obra infanto-juvenil com o curioso título “O indiozinho que se apagava”.

Este livro, que marca o lançamento das edições Coralina Jovem, conta a história de Saíra, um frágil indiozinho adotado por uma família da cidade grande, mas negligenciado pelos novos familiares. Um belo dia, depois de tanto sofrer, decide procurar os seus verdadeiros pais. Durante a fuga, Saíra descobre uma enorme árvore que o leva para outro mundo e uma seiva mágica que tem o poder de deixá-lo invisível. Basta esfregá-la em seu corpo para desaparecer.

O projeto deste livro foi pensado para ser monocromático. Propositadamente, páginas escuras se misturam com páginas brancas, alusão às pinturas indígenas. Os traços fortes da ilustração se aproximam das pinturas corporais indígenas, bem como os tribais que desaparecem no decorrer do livro geram movimento e seguem o protagonista. O conceito da capa segue o mesmo padrão e possui uma tipografia escura e de difícil leitura, como se estivesse sendo apagada como o próprio indiozinho.

Remisson Aniceto coloca o seu indiozinho Saíra numa história envolvente… Adotado depois da morte do pai, o indiozinho não se deu bem nas mãos de uma família branca. Mas acabou fugindo, reencontrando a floresta e aquele universo mágico de sua primeira infância. Assim como Aladino encontrou a lâmpada maravilhosa, Saíra descobriu uma seiva leitosa e mágica a escorrer de uma árvore. E é ela que propicia sua libertação, sua volta às origens.

A Coralina, editora brasileira nascida em dezembro de 2018, tem em catálogo os livros dos escritores Claufe Rodrigues, Rossana Ramos, Leonardo Andriolo, Ádlei Carvalho, Pedro Paulo Graczcki, Alexandre Azevedo, Mell Renault, Josély Graziano, Leonardo Brasiliense, Anderson Alves, Carlos Kalunga, Nehyta Franz Marcuzzo e Mario Baggio, além deste O indiozinho que se apagava’.

Pode comprar “O indiozinho que se apagava” ou outros livros aqui.