De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Portugal

Câmaras da região de Viseu querem acelerar requalificação do IP3

O presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões disse ter pedido uma audiência, “com caráter urgente”, ao ministro das Infraestruturas para que esclareça quando é que o projeto do Itinerário Principal 3 (IP3) se vai concretizar.

Rogério Abrantes explicou à agência Lusa que este pedido de audiência surge depois de uma reunião com as Infraestruturas de Portugal, na qual o vice-presidente comunicou a alguns autarcas da CIM que a conclusão do projeto do IP3 “se vai realizar só no terceiro trimestre de 2021”.

“O IP3 está cada vez pior, cada vez está mais intransitável e, portanto, esperávamos que as coisas fossem de outra maneira. Pensávamos que iria ser um projeto com caráter de urgência”, disse Rogério Abrantes, lembrando que esta informação “contraria aquilo que o anterior ministro das Infraestruturas [Pedro Marques] tinha dito numa reunião na CIM”.

“Isso deixou-nos um bocado a olhar para a questão, porque se o projeto só vai estar pronto no terceiro trimestre de 2021, quer dizer que as obras nunca se iniciarão antes de 2023, no mínimo, o que quer dizer que só iremos ter obra para 2024, 2025 e 2026 possivelmente”, declarou Rogério Abrantes, também presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal.

Neste sentido, foi pedida, “para já, uma reunião com urgência ao senhor ministro [Pedro Nuno Santos] para debater com ele e ver quais são as possibilidades de alterar todo este processo” e, só depois disso, é que se “tomam decisões”.

“Não quero de modo algum falar que alguém nos enganou. Que possa ter havido más informações de um lado ou do outro pode ter acontecido, mas essa é a questão que nós queremos debater com o senhor ministro: saber o porquê de toda esta alteração”, adiantou.

Rogério Abrantes explicou ainda que, por parte da Infraestruturas de Portugal, “o que existe neste momento” é isto”, o que foi apresentado aos autarcas na reunião: a abertura do “concurso para ser executado o projeto de execução e o prazo de entrega é o terceiro trimestre de 2021”.

Questionado sobre as obras que o presidente da distrital do PS de Viseu, António Borges, diz estarem a começar no IP3, Rogério Abrantes esclareceu que “têm de se dividir as obras em duas fases” e “a que vai entrar em obras agora é a fase Lagoa Azul/Penacova”.

“Por aquilo que as Infraestruturas nos disseram, para já é uma obra para reparar o piso e fazer uma divisória, o que não quer dizer, palavras do senhor vice-presidente [da empresa], que não possa haver alterações neste traçado quando o projeto estiver concluído”, adiantou.

O projeto que agora está em causa “é o traçado entre Lagoa Azul/Viseu e Penacova/Coimbra que só estará concluído, o projeto, em 2021 e que vai incluir também o troço entre Lagoa Azul e Penacova que poderá sofrer alterações em relação às obras que vai sofrer agora”.

Integram a Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões Aguiar da Beira, Carregal do Sal, Castro Daire, Mangualde, Nelas, Oliveira de Frades, Penalva do Castelo, São Pedro do Sul, Santa Comba Dão, Sátão, Tondela, Vila Nova de Paiva, Viseu e Vouzela.