De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Colunistas

As águas de Anaxágoras

No princípio era o verbo 

ser 

verbo forte, de acção, terreno, divino, verbo eterno 

os Deuses, ou outra coisa qualquer, quiseram

a luz fez-se e logo ali fecunda as trevas 

a vida nasce e sempre se renova

e a vida – aqui neste caso de figura – é água 

é matéria, mas não essência

a essência é luz 

e a luz é o lume e o fogo 

que forja a água

sublima a matéria

o homem sonha 

multiplica o sangue

depois a terra lava o sangue

renova o pó, outra e outra vez 

e transforma-o noutra coisa qualquer.

JLC19102021

(Imagem: Anaxágoras, fresco no pórtico da Universidade Nacional de Atenas)

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.