De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Colunistas

A doçaria tradicional portuguesa

A doçaria tradicional portuguesa carateriza-se pelo uso de ingredientes regionais e criatividade. Em muitas receitas de bolos, pastéis, tortas e tartes portuguesas não pode faltar a cenoura, a canela, o coco, a batata doce, a casca de limão, a farinha de milho, a abóbora, o café, a erva-doce e muitos mais ingredientes deliciosos.

Também os biscoitos, bolachas, folhados, pudins, folares, rebuçados, chocolates, gelados e sorvetes são muito apreciados pela população portuguesa.

As donas de casa do Minho e de Trás-os-Montes preparam delicadamente as rabanadas e as migas doces para celebrarem as suas festas tradicionais ou familiares.

Os doces favoritos de muitos beirenses são as tigeladas, o leite-creme, os biscoitos de azeite e as orelhas de abade.

Na zona da Estremadura vamos encontrar nas pastelarias os famosos pastéis de Belém, tortas de Azeitão, queijadas de Sintra e as bolas recheadas com creme de ovos.

A região alentejana é de igual modo criativa em usar os vários ingredientes para confecionar as queijadas de requeijão, pinhoadas, sericaia, bolo podre e bolo de azeite com mel.

Os algarvios guardam na sua alma a preferência pelos morgadinhos, bolo de alfarroba, queijo de figo e Dom Rodrigo com os fios de ovos extremamente doces.

As broas de mel, os rebuçados de funcho, o bolo preto e o pudim de papaia são os doces ideais para épocas festivas da ilha da Madeira.

Nas ilhas açorianas vamos encontrar excelentes sobremesas tais como os bolos lêvedos, os camafeus, o pudim de queijo, o bolo de massa sovada e muitos outros.