De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Lifestyle

‘Video Mapping’ de Lisboa na Fonte Luminosa da Alameda

O habitual espetáculo de ‘video mapping’ que é projetado na época natalícia nas paredes do Terreiro do Paço, em Lisboa, realiza-se este ano na Fonte Luminosa da Alameda, entre os dias 14 e 23 de dezembro.

De acordo com a Associação Turismo de Lisboa (ATL), “a Fonte Luminosa da Alameda D. Afonso Henriques é, pela primeira vez, o cenário do habitual espetáculo gratuito de ‘video mapping'”, que ilumina monumentos da capital.

O tema deste ano é “Lisbonland – onde o Natal acontece” e poderá ser visto entre os dias 14 e 23 de dezembro, em três sessões diárias – às 19:00, 20:00 e 21:00.

Neste espetáculo, “o grande segredo desta época” é que “a terra do Pai Natal é, afinal, a cidade de Lisboa”, conta a ATL, apontando que esta “é uma divertida e inesperada história que tem a capital portuguesa no centro da narrativa, local onde o Pai Natal, com a ajuda dos seus duendes, prepara a chegada da época natalícia”.

A ATL elenca que “em homenagem a Lisboa, que aqui assume o lugar da Lapónia, o espetáculo de ‘video mapping’ explora a cidade através de uma visão panorâmica e realça alguns dos [seus] elementos característicos”, entre os quais “o elétrico, o cacilheiro, [ou] o metro”, que “funcionam como elementos decorativos da árvore de Natal”.

“As personagens são interpretadas por atores reais, que pretendem surpreender o público através da caracterização, e onde o próprio Pai Natal se assume como uma personagem de grande dimensão”, acrescenta a nota.

O espetáculo, que é uma iniciativa conjunta da ATL e da Câmara Municipal de Lisboa, tem produção da ‘O Cubo’.

O espetáculo irá contar também com uma música interpretada por Cuca Roseta, com letra original, e melodia do ‘Jingle Bells’.

A nota da ATL observa que este é um serão “pensado para todos os tipos de públicos e dirigido a todas as faixas etárias”, pelo que contará ainda com “animações 4D com jatos de fogo sincronizados com as imagens projetadas”.