De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Europa

Há pontes entre a lusofonia e a francofonia?

A Fundação Jean-Jaurès, em Paris, vai organizar, na segunda-feira, um debate sobre a lusofonia e a francofonia, com o objetivo de saber “se há pontes” entre os dois universos, disse à Lusa um responsável da fundação.

“Além da história e dos objetivos, o que gostaria de saber é se há pontes entre os dois universos em projetos comuns, em termos de ajuda ao desenvolvimento ou do ensino da língua”, explicou Jean-Jacques Kourliandsky, diretor do Observatório da América Latina da Fundação Jean-Jaurès.

O debate, intitulado “Lusophonie-Francophonie: Regards Croisés” (“Lusofonia-Francofonia: Olhares Cruzados”) vai ser moderado por Jean-Jacques Kourliandsky e contar com Paulo Pisco, deputado socialista eleito pelo Círculo da Europa e coordenador na Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas, e Bachir Ndiaye, conselheiro na Assembleia Parlamentar da Francofonia.

Jean-Jacques Kourliandsky precisou que “a francofonia é conhecida dos franceses, mas a lusofonia é algo que os deixa curiosos”, daí a organização de um evento para dar conhecer “a história e a identidade da lusofonia”.

“A segunda questão é saber se há paralelos que podem ser feitos entre a francofonia e a lusofonia na medida em que a França e Portugal são antigas potências coloniais que espalharam as suas línguas em vários continentes, o que gera solidariedades e amizades fundadas em passados, por vezes, difíceis”, continuou o responsável.

O diretor do Observatório da América Latina acrescentou que “a outra interrogação é saber se há cooperação entre a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e a Organização Internacional da Francofonia”.

O debate vai acontecer no Dia Internacional da Francofonia, na sede da Fundação Jean-Jaurès, entre as 18:30 e 20:00 locais, devendo a presença no evento fazer-se mediante inscrição através do e-mail aminet@jean-jaures.org.