De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Portugal

Feira em Freixo de Espada à Cinta junta portugueses e espanhóis

Cerca de 80 expositores portugueses e espanhóis marcam presença na Feira das Arribas do Douro e Águeda, que decorre a partir de sexta-feira em Freixo de Espada à Cinta, tendo em vista o reforço da cooperação transfronteiriça.

“A Feira Transfronteiriça tem-se afirmado como elemento importante no relacionamento cultural, promocional e institucional com a Província de Salamanca. Neste contexto, o programa das Amendoeiras em Flor contempla, atividades com a marca Espanha”, disse à Lusa a presidente da Câmara de Freixo de Espada à Cinta, Maria do Céu Quintas.

Para os promotores do certame, a feira tem como objetivo reforçar os laços transfronteiriços, bem como promover o desenvolvimento económico e turístico de um concelho que se divide entre o Nordeste Transmontano e o Alto Douro Vinhateiro.

“Esta feira transfronteiriça é dedicada aos vizinhos espanhóis. Temos de apostar na cooperação transfronteiriça, principalmente em territórios de baixa densidade, e no reforço das relações bilaterais viradas para a economia entre as duas margens do Douro”, frisou a autarca.

No certame marcam presença expositores nacionais e espanhóis, ocupando um total de 80 espaços, realçando-se a presença de expositores dedicados à gastronomia e vinhos oriundos da Arribas do Douro e da Região Demarcada do Douro.

“Os produtores agroalimentares da região transfronteiriça devem aproveitar todo o tipo de oportunidades que coloquem em valor as suas produções, e este tipo de certame é uma montra para o efeito”, sublinhou.

No decurso da feira transfronteiriça é de tradição haver uma degustação de produtos endógenos provenientes das localidades transfronteiriças da província de Salamanca (Espanha) e de Freixo de Espada à Cinta.

Nesta edição, para além da degustação de produtos regionais de Freixo de Espada à Cinta, Hinojosa del Duero e Saucelle, está agendada a atuação das Charras de Lumbrales (danças tradicionais castelhanas), a que se juntam, entre outros, os Pauliteiros de Palaçoulo (Miranda do Douro) e duas Tunas Universitárias Femininas (Faculdade de Farmácia e de Letras, ambas da Universidade do Porto).

Paralelamente decorre a “Feira do Agricultor”, onde os produtores locais aproveitam para escoar os seus produtos e assim melhorar os seus rendimentos, num concelho que assenta essencialmente nos produtos agrícolas como base da sua economia.