De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Lifestyle

Estes foram os Globos de Ouro 2018

Seis áreas, 17 categorias, sete vencedores — na noite deste domingo, os Globos de Ouro, organizados pela SIC e pela Caras, encheram a plateia do Coliseu dos Recreios com artistas portugueses de áreas tão diferentes como a música, a moda, o cinema, o teatro, o desporto e a televisão.

O anfitrião foi César Mourão que se estreou a apresentar a gala anual e acabou por protagonizar um dos momentos altos da noite. A cerimónia aproximava-se do fim, quando o ator e modelo José Fidalgo subiu ao palco para apresentar um prémio e surpreendeu o apresentador com um beijo na boca, e dos demorados.

Depois de o apresentador ter tentado beijar José Fidalgo na boca, sem sucesso, foi o ator a surpreender César Mourão com um beijo que demorou alguns segundos.

Quanto aos prémios, a noite ficou marcada pela ausência de grande parte dos vencedores. Dos 17 premiados, nove não estavam na cerimónia. Nesta XXIII edição dos Globos de Ouro, o cinema foi, excecionalmente, a primeira arte. “São Jorge” ganhou o troféu de Melhor Filme e ainda proporcionou a Nuno Lopes o globo de Melhor Ator. O de Melhor Atriz foi para Rita Blanco, pelo desempenho no filme “Fátima”, de João Canijo.

O teatro veio logo a seguir. “Sopro”, com encenação de Tiago Rodrigues, ganhou o prémio de Melhor Peça/Espetáculo. O de Melhor Atriz foi para Rita Cabaço, pela peça “A Estupidez”. O de Melhor Ator foi para Miguel Loureiro, pela peça “Esquecer”.

Na moda, Alexandra Moura sagrou-se vencedora na categoria de Melhor Estilista. Quanto aos modelos, a estreante Maria Miguel (na foto acima) e Fernando Cabral terminaram a noite, cada um, com um Globo de Ouro na mão.

Na área do desporto, Cristiano Ronaldo ganhou o seu 10º Globo de Ouro, mas, mais uma vez, não esteve presente para o receber, uma vez que a época ainda não terminou para o Real Madrid — que disputa a final da Liga dos Campeões no próximo fim-de-semana. Na categoria de Melhor Desportista Feminino, a atleta Inês Henriques arrecadou o prémio. Leonardo Jardim, há quatro épocas treinador do AS Monaco, ganhou o troféu de Melhor Treinador.

A música ficou para o fim. Os HMB sagraram-se o Melhor Grupo de 2017 pelo álbum Mais. A fadista Raquel Tavares ganhou o seu primeiro globo, na categoria de Melhor Intérprete Individual, na qual também concorria Salvador Sobral. O vencedor da Eurovisão acabou por vencer na categoria de Melhor Música, com “Amar Pelos Dois”, mas não subiu ao palco porque também não esteve presente.

Às áreas habituais, as últimas edições dos Globos de Ouro acrescentaram uma categoria que dependia da votação do público. A cantora Bárbara Bandeira, o duo musical Calema, o ator João Maneira e o desportista Ruben Dias estavam nomeados para Revelação de 2017 e acabou mesmo por ser a primeira a vencedora.

Como já é tradição, a cerimónia encerra com a atribuição do Prémio Mérito e Excelência. Francisco Pinto Balsemão, fundador do grupo Impresa, anunciou qual a personalidade distinguida em 2018: aos 76 anos, José Cid foi homenageado e aplaudido por todo o Coliseu e subiu ao palco para um discurso curto mas emocionado.

Veja aqui as melhores imagens do evento: