De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Colunistas

Essa fraqueza minha

Entre a luz e o escuro
Entre a alegria e a tristeza
É assim que me defino nesses momentos de fraqueza

E aí, a menina insegura me invade por completo
A Mulher desaparece por trás da cortina
E a comédia torna-se tragédia

A luta começa
Entre a alma escura e a alma alegre
Protões e eletrões movem-se sem atração alguma e dispersam-se por aí fora
Tornaram-se puros neutrões

O céu torna-se cinzento
O sol desaparece e nem um raio de luz passa através dessas nuvens espessas e malditas

As lágrimas escorrem por essa cara de sorrisos
O coração palpita cansado
e para de bater
O corpo torna-se anónimo a mim mesma

E eu, eu sigo fantasma percorrendo o tempo que já nem tempo é

Tudo e todos desaparecem
Tudo deixa de existir
Perco a minha identidade
E ando aérea numa vida que nem vida é
E ando num espaço vazio de emoções mas cheio da tristeza

E a menina puxa-me para esse poço profundo
Esse poço que foi meu e onde rabiscos de incertezas se podem ler nas paredes frias e molhadas
E a Mulher pega nas armas para o combate
Ela vira super-mulher, ela torna-se deusa grega cheia de manhas e artimanhas para combater homens, dragões e almas sobrenaturais

E assim sou eu, nesse meu momento de fraqueza.

BV
27.01.2018