De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Bélgica

Em Bruxelas há uma emissão de rádio para os portugueses

Desde os seus inícios, há trinta anos, que a Rádio Alma emite programas em português dirigidos à comunidade lusófona na Bélgica.

Nascida da vontade de um emigrante luso-espanhol e de outro emigrante grego em comunicar com os seus compatriotas nas suas respetivas línguas maternas, a Rádio Alma teve desde o princípio um objetivo claro: mitigar o sentimento de nostalgia e facilitar a integração dos cidadãos emigrantes na sociedade de acolhimento, informando-os sobre o que acontece no seu país, mas também na cidade em que moram, Bruxelas, neste caso. Para isso contou e conta com a colaboração de equipas de voluntários que, fora da sua jornada de trabalho, dedicam horas e horas à sua paixão: fazer rádio para os emigrantes como eles.

Nesta rádio fala-se de diferentes temas, mas todos comportam um mesmo denominador comum, comunicar numa das cinco línguas que representam a Rádio Alma: português, espanhol, italiano, grego e francês.

A comunidade portuguesa em Bruxelas e na Bélgica constitui, em número de habitantes, uma das principais diásporas do sul da Europa. Estima-se que residam na Bélgica umas cem mil pessoas lusófonas. Vêm de Portugal, na sua maior parte, mas também do Brasil, Angola ou Cabo Verde. Por outro lado e cada vez mais, há um importante grupo de estrangeiros lusófilos interessados em aprender português e ouvir em português. É a eles também que se dirigem os programas da Rádio Alma, projectando o valor cultural e económico da língua portuguesa.

Rádio Alma Bruxelas é um elo de ligação com o território português para todos quantos querem saber mais sobre a cultura de seus “egrégios avós”. Rádio Alma Bruxelas é igualmente um elo de integração social ao informar sobre o que acontece e como se vive no país de acolhimento, através do olhar lusófono.

20% de programação cultural e educativa em língua portuguesa

Neste momento esta rádio tem quatro programas que são emitidos semanalmente em língua portuguesa, ocupando 20% da difusão total da emissora, a saber:

Ser Português Aqui“: um programa cultural e musical apresentado por Lídia Martins, com entrevistas e debates sobre as histórias, percursos e vivências da portugalidade e da lusofonia. Nesta emissão difundida aos sábados e domingos fala-se da integração na sociedade de acolhimento e da cidadania participativa nas associações, sejam elas portuguesas, lusófonas ou belgas.

Poemar” é um outro programa da grelha em língua portuguesa, apresentado por duas professoras da Escola Europeia de Bruxelas, Fátima Azoia et Maria João Bravo, que em cada semana dedicam o seu espaço radiofónico (6as feiras, das 17h às 18horas) às vidas e obras de grandes poetas e autores portugueses. Neste programa tem especial importância a música portuguesa, escolhida a dedo para cada emissão, que se vai intercalando com a leitura de poemas.

O Voo das Aves“, apresentado pelo professor José Virgílio Fragoso, é um outro programa semanal em língua portuguesa (6as feiras, das 22h às 23horas) em que pais e filhos falam da educação e da escolaridade na diáspora.

Em “Falar Português“, às 4as feiras, pelas 17h, a cantatriz Sara Belo entrevista emigrantes na Bélgica que, não sendo lusófonos de origem, falam português e amam a nossa cultura. Portugal visto por fora, por não-portugueses. Uma forma diferente de nos vermos a nós próprios.

Vetor de ensino e expansão da língua e cultura portuguesas

A partir de Setembro estão previstos na Rádio Alma Bruxelas mais dois programas na língua de Camões, dedicados a um público mais juvenil.

Todos estes programas, uma vez radiodifundidos, são disponibilizados gratuitamente em formato de podcast através das redes sociais da diáspora portuguesa e lusófona, em prol da expansão da língua e cultura portuguesas, em prol do fomento da sua aprendizagem para todos os públicos.

Levar a cabo o nosso projecto é possível graças à inestimável colaboração dos nossos voluntários e convidados, mas também graças aos investimentos que nos permitem manter a infra-estrutura da rádio e fazer frente aos imprevistos que surgem continuamente numa sociedade em constante mutação. Neste momento, a passagem do sistema analógico a digital constitui um desafio grande à nossa estrutura de simples asbl-associação sem fins lucrativos, que terá de fazer um investimento importante para adaptar o seu material e ser competitiva com outros canais comerciais de maior espectro rádio. Aliás, esta mudança permitir-nos-á chegar às comunidades de emigrantes lusófonos residentes na Valónia, já que com a digitalização a rádio será audível fora das fronteiras bruxelenses. Na frequência 101.9 FM ou através da internet www.radioalma.be