De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Lifestyle

Coprodução luso-brasileira conquista o Festival do Rio

O filme “Praça Paris”, co-protagonizado pela atriz lusobrasileira Joana de Verona e co-produzido pela Fado Filmes, estreou-se a ganhar no Festival do Rio.

Realizado pela prestigiada diretora brasileira Lúcia Murat, “Praça Paris” foi exibido na Mostra Competitiva da Première Brasil – que contou este ano com 75 títulos – tendo arrecadado os prémios de Melhor Direção de Ficção, para Lúcia Murat, e o Prémio Redentor de Melhor Atriz, para Grace Passô, prémio este para que Joana de Verona foi também nomeada.

“Praça Paris” é um thriller que mostra o conflito entre uma psicanalista portuguesa, Camila (Joana de Verona), que vai ao Brasil desenvolver uma pesquisa sobre violência, e a sua paciente, Glória (Grace Passô), num centro de terapia de uma universidade brasileira. Glória é ascensorista na universidade e tem uma história de violência muito complexa: violada pelo pai, tem apenas no irmão Jonas (Alex Brasil), traficante do morro, a proteção que procura. O filme mostra uma relação de transferência ao invés, onde o medo do outro acaba por dominar a trama.

Com argumento da própria Lúcia Murat e do jovem escritor Raphael Montes, autor de vários livros de suspense vendidos em inúmeros países, décima terceira longa metragem da realizadora, é uma coprodução entre a Taiga Filmes (Brasil), a CEPA Audiovisuais (Argentina) e a Fado Filmes, que celebra em 2017 o seu 20º aniversário e em cujo currículo predominam as coproduções, com especial ênfase nas coproduções lusobrasileiras.

Para além da presença no Festival do Rio, “Praça Paris” foi selecionado para a 53ª edição do Chicago International Film Festival, igualmente em competição (Cinemas of the Americas, International Feature Competition), com estreia internacional marcada para o dia 14 de outubro, seguindo-se, no final do mês, a sua presença na seleção oficial da Mostra de São Paulo.