De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Comunidades

Casal português de França julgado por maus tratos a filha

Depois de cerca de cinco anos de investigações, o Ministério Público francês acusou a mãe de origem portuguesa que escondeu uma filha, durante dois anos, na mala de um carro e na garagem de uma habitação. Rosa Maria Cruz vai ser julgada por maus-tratos agravados por ter causado deficiências permanentes à criança, crimes que, em França, podem valer até 20 anos de prisão, revela o Jornal de Notícias.

A mulher, hoje com 50 anos, natural da zona da Póvoa de Lanhoso, também vai responder pelo crime de exposição e abandono, por ter deixado sobreviver a filha em condições desumanas durante dois anos. O MP francês, que deduziu acusação há poucos dias, também entende que a mulher cometeu um crime de ocultação junto das autoridades por nunca ter registado o nascimento da menor.

Já quanto ao pai, que em novembro de 2013 também tinha sido detido por suspeitas de cumplicidade, o MP decidiu arquivar o caso, por considerar não haver prova de que o emigrante português tivesse conhecimento da existência da criança.

Desde que nasceu, Serena, como foi batizada depois da descoberta, viveu escondida, mal nutrida e com poucos cuidados, na mala da carrinha Peugeot 307 e numa pequena garagem da vivenda da família portuguesa, em Blagnac, perto de Toulouse.

Depois de a criança ter sido encontrada por mecânicos, um deles de nacionalidade portuguesa, as autoridades francesas detiveram Rosa Maria Cruz e o marido. Foram entretanto libertados, obrigados a apresentações periódicas e proibidos de contactar entre eles. Os três outros filhos do casal foram-lhes retirados.

A pequena Serena, que tem graves deficiências físicas, dado o longo período em que ficou sem cuidados adequados, deverá ficar com lesões irreversíveis. Está numa família de acolhimento francesa na mesma região.