De que está à procura ?

belgica
Lisboa
Porto
Bruxelas, Bélgica
Portugal

Aeroportos portugueses batem recorde com 16,6 milhões de passageiros no verão

O número de passageiros que utilizaram os aeroportos portugueses teve um crescimento homólogo de 15% para 16,6 milhões entre julho e setembro, naquele que foi “o melhor verão de sempre”, assinalou hoje a francesa Vinci Airports, dona da ANA.

“Em Portugal, os aeroportos registaram o melhor verão de sempre por uma ampla margem, com 16,6 milhões de passageiros entre julho e setembro, um aumento de 14,7% em relação a 2016”, lê-se no comunicado da Vinci, companhia que adquiriu a ANA – Aeroportos de Portugal, no final de 2012, ao Estado português por mais de três mil milhões de euros.

“Este crescimento reflete, em particular, o bom desempenho da companhia aérea nacional portuguesa, a TAP, que intensificou a sua expansão ao abrir novas rotas para África e Estados Unidos e recuperou tráfego com o Brasil”, sublinhou a Vinci, acrescentando que “as operadoras de baixo custo (‘low-cost’) também obtiveram bons resultados, já que o país continua a ser um destino muito procurado por turistas europeus”.

E acrescentou: “O aeroporto de Lisboa, excelente interligação europeia entre a China e a América Latina, confirmou a sua posição de ‘hub’ [centro de operações] regional com o lançamento, no final de julho, de voos diretos entre Pequim e Lisboa três vezes por semana, operados pela Beijing Capital Airlines”.

No acumulado dos primeiros nove meses do ano, o crescimento homólogo do número de passageiros nos aeroportos portugueses é ainda maior (17,7%), correspondente a 40,1 milhões de passageiros.

No aeroporto de Lisboa, no terceiro trimestre, houve um crescimento homólogo de 16% para mais de 8 milhões de passageiros e, entre janeiro e setembro, a subida foi de quase 20% para 20,2 milhões de passageiros.

Já no aeroporto do Porto, a subida foi de 13,5% para 3,2 milhões de passageiros entre julho e setembro, e de 16,5% para 8,2 milhões de passageiros nos primeiros nove meses do ano.

Quanto ao aeroporto de Faro, houve um avanço de 14,1% no período do verão para 3,5 milhões de passageiros, enquanto no acumulado dos primeiros três trimestres do ano se registou um aumento homólogo de 16,3% para 7,3 milhões de passageiros.

Na Madeira a subida foi de 4,8% para mais de um milhão de passageiros nos três meses do verão e de 8,7% para 2,6 milhões de passageiros entre janeiro e setembro.

Finalmente, nos Açores, o crescimento foi o mais expressivo a nível nacional, com um avanço de 23,1% para 813 mil passageiros entre julho e setembro, e de 20,4% para 1,8 milhões de passageiros nos primeiros nove meses do ano.

Além dos aeroportos portugueses, a Vinci também opera no Japão (Kansai Airports), tendo registado uma subida de 8,5% entre julho e setembro para 11,6 milhões de passageiros, e um crescimento de 7,9% para 32,3 milhões de passageiros entre janeiro e setembro.

Na operação da Vinci em França, houve um aumento de 9,9% para 5,3 milhões de passageiros nos meses do verão e de 9,1% para 14 milhões de passageiros entre janeiro e setembro.

Já no Chile (Nuevo Pudahuel), o avanço foi de 12,6% para 5,4 milhões de passageiros entre julho e setembro e de 10,9% para 15,7 milhões de passageiros entre janeiro e setembro.

No Camboja (Cambodia Airports), o crescimento foi de 31% para 2,1 milhões de passageiros entre julho e setembro e de 28% para 6,3 milhões de passageiros nos primeiros nove meses.

Por fim, na República Dominicana (Aerodom), houve uma estabilização nos 1,2 milhões de passageiros entre julho e setembro e uma subida de 4,7% para 3,9 milhões de passageiros entre janeiro e setembro.

“No terceiro trimestre de 2017, o tráfego nas infraestruturas geridas pela Vinci Airports aumentou 12,2% [para 112 milhões de passageiros] em comparação com igual período de 2016, com um total de 42,3 milhões de passageiros nos aeroportos da rede”, rematou a gestora de aeroportos francesa.